Enviar

Relatório Anual da Natura é Exemplo de Aplicação de Diretrizes

Publicado originalmente em 21.01.2005 por Pauta Social

O Relatório Anual da Natura, empresa brasileira de cosméticos, é atualmente um dos melhores exemplos de balanço social do País. Conquistou o Prêmio Balanço Social nos últimos três anos - nas categorias Estado de São Paulo em 2004 e 2003 - e Destaque Nacional em 2002 - e o 16º lugar no ranking da avaliação Risk & Opportunity: Best Practice in Non-Financial Reporting, da agência inglesa SustainAbility, em parceria com United Nations Environment Programme e Standard & Poors. O documento também foi premiado, em 2003, pela Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca) e pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje).

O ranking da SustainAbility, realizado de dois em dois anos desde 1994, elegeu, no ano de 2004, 50 empresas de todo o mundo com relatórios anuais considerados eficientes na integração de informações financeiras, sociais e ambientais. A Natura é a única brasileira na lista.

"O fato de termos buscado desde o início um modelo que promovesse a visão do triple bottom line (administração focada em três pilares: social, ambiental e econômico) fez a diferença", avalia o diretor de Assuntos Corporativos da Natura, Rodolfo Guttilla.

Desde 2001 - ano de publicação do primeiro Relatório Anual da companhia, referente a 2000 -, a Natura divulgava também um outro documento, com base em diretrizes da Abrasca. Em 2003, passou a editar um único relatório, reunindo informações sociais, ambientais e financeiras.

Na elaboração do balanço social, a empresa adota integralmente o modelo proposto pela Global Reporting Initiative (GRI), instituição internacional que visa a desenvolver e disseminar um modelo de comunicação sobre os impactos econômicos, sociais e ambientais dos negócios.

Além disso, segue recomendações da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec) e da Abrasca, para os resultados administrativos; do Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, para ações de responsabilidade corporativa; bem como as diretrizes de comunicação corporativa da Aberje.

"A Natura é o melhor exemplo de aplicação das diretrizes da GRI no Brasil", afirma o presidente do UniEthos e do Conselho Deliberativo do Instituto Ethos, Ricardo Young, eleito recentemente membro do Conselho Diretor da GRI.

Segundo ele, a instituição internacional contribui para a gestão social e ambientalmente responsável de uma empresa principalmente por sua amplitude. Seu modelo vem sendo usado por organizações internacionais, em diferentes situações e legislações, além de ter sido reconhecido pelo Pacto Global. Do ranking da SustainAbility, 47 empresas adotam suas diretrizes.

Rodolfo Guttilla conta que o processo de elaboração do Relatório Anual "mobiliza muita gente nas áreas financeira, de Responsabilidade Corporativa, Meio Ambiente, Inovação, Relações Institucionais e Produção". Uma parte da equipe é interna e outra externa (redação, editoração e impressão). "A redação só acontece depois de todos os principais executivos terem escrito de próprio punho o balanço de suas áreas", enfatiza ele.

De acordo com a gerente de Comunicação Corporativa da Natura, Cynthia Rosenburg, uma das pessoas que coordenam a produção do Relatório Anual, o trabalho inclui ainda entrevistas com vários executivos, definição da estrutura e dos destaques e a apuração dos indicadores, que é feita durante todo o ano.

A empresa criou um instrumento de organização de informação em que as áreas vão arquivando dados, com diferentes periodicidades, para serem consolidados no fim do ano. "O interessante é que temos uma visão global da companhia, mas, ao mesmo tempo, específica, uma vez que mergulhamos em cada área", comenta Cynthia.

A gerente de Comunicação Corporativa ressalta ainda que o documento, depois de pronto, é muito usado no dia-a-dia, por exemplo, no planejamento das áreas e como referência, por conter dados que não existem<


Reprodução do conteúdo

Esta página foi publicada originalmente por Pauta Social em 21.01.2005 e pode ser reproduzida livremente. Para isso, cite sempre sua fonte original e, se possível, coloque um link para o agregario.com. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo proveninente de outros sites.
Quem SomosPolítica de Privacidade